Eu [não] vou viver uma virada em minha vida, eu creio

“Sem percebermos, a Teologia da Prosperidade fisgou muitos, pelo menos em parte. A partir do momento em que reclamamos contra Deus por não vivermos de bem com a vida, já partilhamos do espírito neopentecostal. Antigamente, os cristãos sabiam o que era sofrer com fé num Deus que no fim resgataria toda a sua criação. Hoje, qualquer privação ou mal-estar é visto como uma falha da nossa fé. É uma mentira neopentecostal e deve ser identificada como tal.” 

Walter McAlister (Neopentecostalismo: a história não contada)

É muito complicado conciliar a Palavra de Deus com muito do que se tem pregado e cantado hoje em dia. Sempre que me deparo com mais um livro que fala sobre os tesouros que Deus têm para mim hoje ou mais um CD cuja faixa tema fala do dia da minha grande vitória, eu travo. Travo mesmo. Dá um tilt na cabeça, daqueles do tipo de tirar o cartucho do console e soprar pra ver se volta a funcionar (Quem nunca, né?). Onde é que está esse grande dia que nunca chega? Será mesmo que esse dia chega?

Abro as mãos e olho para elas. Meus dedos são tomados por manchas da vitiligo que me aflige desde pequeno. Não tem cura, mas tem tratamento. No caso da minha vitiligo (são sete tipos diferentes), é por meio de aplicação diária de loções que queimam assim como sessões mensais de injeções locais. Imagina tomar umas quarenta agulhadas nos dedos, ao redor do olho, no canto da boca, joelho, pé… Em resumo: dói. Muito. E eu odeio agulha. Mesmo.

Há pouco menos de dois anos descobri que sofro de hipotireoidismo. Lembra daquilo que o Ronaldo Fofômeno falou que tinha e por isso engordou muito? Pois é. Eu tenho isso mesmo, de verdade. Também não tem cura, só tratamento. Esse não é tão ruim. Fora os exames de sangue de rotina (já mencionei que odeio agulhas?), basta tomar um remédio toda manhã com um copo d’água e esperar trinta minutos pra comer. Esse aí é colher de chá. Mas basta parar de tomar o remédio que engordo rápido a beça, fico cansadíssimo, corro risco de ter ataque cardíaco e outras coisas mais.

Tenho algumas tendinites que volta e meia me lembram que sou pó e uma gastrite nervosa que adora aparecer quando estou com muita coisa na cabeça. Ah, e tem dias que tenho crises alérgicas absurdas. Mais alguém conhece todas as fórmulas de Celestamine, Polaramine, Allegra, Claritin, Claritin D, Loralerg e por aí vai? Ou só eu mesmo?

Na adolescência, minha mãe sofreu um acidente de carro do qual ela teve complicações que ainda a afligem. Já falei sobre isso no post (This is not the end… Isso não é o fim), então quem quiser saber detalhes, dá uma olhadinha lá. Além das dores, sofre de depressão. Quem já lidou com depressão, seja própria ou de alguém da família, sabe o quanto é difícil lidar. É uma luta diária para não se deixar abater com isso, e não é uma luta que vencemos todos os dias. Há dias em que o silêncio dentro de casa é ensurdecedor e qualquer tentativa de falar é de partir o coração. Ela está se tratando, mas cada médico faz uma nova promessa de que ela melhorará. Mas até agora nenhuma se cumpriu.

Vários amigos meus estão casando ou ficando noivos, quase todos mais novos que eu. E eu… continuo solteiro. Sim, Deus está preparando minha noiva e quando chegar será maravilhoso… mas com toda a alegria que tenho ao ver um amigo “se resolvendo”, dá uma pontada de inveja, confesso. Feliz por eles… triste por ouvir aquela voz sussurrando: “E a tua? Cadê?”

Minha vida não é das mais fáceis. Mas também não posso reclamar tanto assim, afinal, tem gente que na minha idade já não tem mais nem pai nem mãe… ou saúde. Outros perderam um irmão. Do outro lado do mundo, há igrejas inteiras que são queimadas com seus membros dentro. Há centenas de milhares de mães cristãs cujos filhos estão no fundo de um caixão, pois não renunciaram a sua fé em Cristo. Na mesma proporção, vários filhos vão dormir sem ter o calor de um abraço paterno, pois o pai foi seqüestrado por servir a Cristo.

Nas próximas eleições, tenho certeza que mais uma quadrilha será eleita. No ano seguinte, um talvez irá preso, mas outro logo se levantará no seu lugar. O Neymar vai continuar dizendo que é crente enquanto as fotos dele num iate com outra modelo nada modesta aparecerão na capa de sei lá qual revista. E mais um pastor abandonará seu ministério por desgosto, pois não acredita mais na Igreja.

E a tal da grande virada? E o dia da vitória? Daí vem o profeta Habacuque e diz:

“Porque ainda que a figueira não floresça, nem haja fruto na vide; ainda que decepcione o produto da oliveira, e os campos não produzam mantimento; ainda que as ovelhas da malhada sejam arrebatadas, e nos currais não haja gado; todavia eu me alegrarei no SENHOR; exultarei no Deus da minha salvação.” (Hb 3.17,18)

E lembro-me do “Deus de aliança, Deus de promessas, Deus que não é homem pra mentir…”:

“Tenho-vos dito isto, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo, eu venci o mundo.” João 16.33

Mais um…

“Como está escrito: Por amor de ti somos entregues à morte todo o dia; somos reputados como ovelhas para o matadouro. Mas em todas estas coisas somos mais do que vencedores, por aquele que nos amou. Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.” Romanos 8.36-39

Qual é a grande virada que sou capaz de viver na minha vida? Somente uma. Um dia, eu não conhecia Cristo. No outro, Deus abriu meus olhos para que eu enxergasse que sou um miserável pecador, merecedor da ira divina. Mas Ele me amou e me salvou para que eu pudesse viver com Ele eternamente. E que vida eterna é essa?

“E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só, por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.” João 17.3

O que mais vemos hoje nos blogs, programas de televisão e afins é uma discussão continua e violenta a cerca da Teologia da Prosperidade, o neopentecostalismo e toda sorte de aberrações que são atribuídas a Cristo. Não vou juntar minha voz a tamanha agressividade e briga. Mas também não posso ficar calado.

Meu coração rasga, parte, de verdade. Isso não é o verdadeiro Evangelho. Isso não é a razão pela qual Cristo se deu por nós como sacrifício perfeito. Meu coração chora ao pensar que isso é o melhor que nossa geração tem a oferecer. Pior ainda é pensar que pessoas depositam suas vidas e esperanças em coisas que não são dignas de tal investimento. Se decepcionarão e talvez nunca mais entrem numa igreja tal o nível de desapontamento quando a tão esperada “virada” não chegar. Nunca mais darão ouvidos a Cristo, pois o Jesus que lhes foi apresentado não satisfaz tal esperança.

Com tanta coisa ruim que acontece na minha vida e na vida de tantos ao redor do planeta, a tentação é cair na auto comiseração, sentindo pena de mim e de tantos outros. Não faça isso. Nós não precisamos da sua pena. Tenho pena, sim, daqueles que depositam a sua fé em coisas que certamente as desapontarão.

Não há quantidade suficiente de dinheiro que traga felicidade ou segurança. Sua saúde pode desaparecer em uma questão de minutos. Aqueles mais queridos podem ser vítimas de um acidente. Qualquer esperança fundada em coisas físicas deste mundo equivale a nada, pois um dia tudo e todos retornarão ao pó de onde viemos. Mas a minha esperança foi pendurada numa cruz, moída e traspassada pelos meus pecados. Por amor a mim. E isso, ninguém pode tirar.

Não sou “apenas mais um” criticando a Teologia da Prosperidade e suas canções divertidas. Não o faço para ser agressivo ou debochado. Faço isso para que pessoas possam buscar a verdadeira vida eterna, o verdadeiro conhecimento do “único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.”

E quando enfim Jesus vier em Glória
E ao Lar Celeste então me transportar
O adorarei, prostrado e para sempre
“Grandioso és Tu, meu Deus!”, hei de cantar

Então minh’alma canta a Ti, Senhor:
“Grandioso és Tu, Grandioso és Tu!”     2x

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Direitos Reservados
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. É mandatório quem for reproduzir um post creditar: 1) Nome do autor. 2) URL do blog (com link). 3) Nome do blog: “O Blog do Andrew”.

About these ads

25 comentários

  1. Lourdes Cerrone · · Resposta

    Parabéns!!! Muito me identifiquei com tudo que você escreveu, Andrew. Devido a essa teoria da prosperidade, não foram poucas as vezes em que me senti confusa, até aprender com os textos do Bispo Walter e com os seus, a verdadeira alegria de servir a Cristo. Obrigada. Deus te abençoe.

  2. Danilo · · Resposta

    Cara, que verdade que você escreveu. Precisamos abrir os nossos olhos para essas coisas. Deus te abençõe.

    1. Uma grande realidade!!!Deus os abençoe .

  3. (……..) sem palavras!

  4. Drik's Pessoa · · Resposta

    A fé não é poder interior capaz de fazer todos os acontecimentos se enquadrarem de modo que façam o cristão feliz. Ela não é uma fórmula pela qual o crente tem garantia de que sua vida estará em harmonia com a idéia que ele faz de como ela deveria ser. Cristãos se esgotam diariamente porque esperam coisas da parte de Deus que o evangelho não promete. Nossa alegria é a vida eterna, o céu!

    Muito, muito bom esse Texto!
    Deus Abençoe, Andrew
    Abraços!

  5. Ando acompanhando seu blog.. Realmente aprecio o desenvolvimento de questões cristãs na Internet nesse formato que você faz, mas sobre esse post.. Você não acha que esse discurso leva as pessoas a aceitarem a ideia de sofrimento (em todos os sentidos) e simplesmente acomodar-se no fato de que “no mundo teremos aflições” mesmo?
    Digo, se a mensagem pregada é que sofreremos mesmo e a ideia de uma vida melhor (tanto financeiramente quanto fisicamente) vai de encontro a essa mensagem, como é que fica para um jovem por exemplo galgar uma promoção em seu trabalho ou alguém que levanta cedo para trabalhar e pegar uma condução cheia se esforçar para comprar um carro confortável ou até mesmo uma pessoa que mora em um bairro largado pelos políticos almejar residir em um lugar melhor?
    Não é crítica, são apenas os pensamentos que tenho quando ouço mensagens desse estilo, sabe. Congrego na Nova Vida há.. minha vida inteira (só fiquei um ano fora da denominação, mas acabei voltando) e ouço esse discurso que, sinceramente, muito me preocupa.. Principalmente para quem trabalha com adolescentes como eu que estão de frente para uma vida inteira, se deparam com palavras como essas e não sabem quais as decisões em Cristo tomar.
    Paz.

    1. Olá Roberta,

      Esse post é uma resposta a um pensamento extremo que põe como alvo maior da nossa vida a retribuição imediata ou financeira. Não há nada de errado em buscar um emprego melhor ou um carro bom. Conforto financeiro em si não é um problema. A questão em jogo é quando o conforto financeiro se torna o alvo final. Podemos buscar essas coisas, mas qual é o objetivo de viver para Cristo? É servir a Deus em qualquer situação ou somente quando há conforto? Quando o tal conforto não vem… estamos fora da vontade de Cristo? O problema das pregações e das músicas cantadas hoje em dia que elas enfatizam demais a “grande virada” ou a “grande vitória” que temos, afinal, somos “mais que vencedores”. Mas que vitória é essa? Meu medo é o quanto essa fé enfatizada nos bens materiais sobrevive a uma tribulação. O que Cristo mais quer nos dar é Ele mesmo. Ele morreu para que nós pudéssemos viver eternamente com Ele. A vida terrena (quando comparada à vida eterna) não vale nada. Paulo a compara a esterco.

      Por outro lado, também não podemos cair pro lado da “uma vida com Cristo só vale a pena se eu estiver sempre na pior”, como se uma auto flagelação ou sofrimento imposto fosse o alvo da vida cristã. Também não é assim.

      Não podemos buscar Cristo somente para conseguir um carro ou emprego legal. Ele quer nos dar algo muito além disso. Podemos pedir tais coisas, nada de errado. Minha pergunta é: se essas coisas não vierem… nossa fé em Cristo acaba?

      Espero ter, talvez, respondido a sua pergunta. Sinta-se mais do que a vontade para mandar outras e farei meu melhor para tentar responder.

      Abraço!

    2. Sofrimento é uma parte necessária da vida Cristã:

      “E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados. Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.”
      Romanos 8.17,18

      1. “se essas coisas não vierem… nossa fé em Cristo acaba?”: gostei dessa frase, porque traz questionamentos. Pelo que pude absorver de sua resposta, o ideal é alcançarmos o equilíbrio, correto? A minha preocupação é quando ele não existe ou até mesmo se perdeu pelo caminho.. Muitas petições ou muito conformismo com o sofrimento é o que me preocupa e acredito que você sente o mesmo, não é?

        Ah, obrigada pela resposta.. Difícil ver isso nos blogs/sites de comentários pessoais.. Mas para um “viciado em Facebook” (nas suas próprias palavras, ok? Haha), acho que isso não seria problema, não é? E nem a “resposta à resposta” para uma viciada em Twitter, ou seja, os dois ligados na Internet..

        Abraço pra ti também!

  6. A cada parágrafo que lia, me lembrava de trechos bíblicos e no seguinte, me deparava com eles.

    É assim mesmo, o preço de seguirmos a Cristo é carregarmos a nossa cruz e O seguirmos. Sempre soubemos que não seria fácil negar o mundo e suas paixões em nome da Esperança do Reino Celestial, mas a verdade é que o mundo tenta minar esta certeza que nós temos…

    Por causa disso, faz-se necessário agarrar-se às promessas de Cristo DIARIAMENTE, compartilhar uns com os outros das bençãos e provações, ser vigilante, sóbrio, modesto, orando uns pelos outros, suportando as cargas uns dos outros….

    Quando o povo de Deus se une num só espírito, prosseguindo para o Alvo, é tudo mais fácil… passamos por espinhos como se fossem tapetes de lã… é que descobrimos que estamos nas mãos dEle, pois Ele é que está pisando nos espinhos, em nosso lugar.

    Soli Deo Gloria.
    Anna

    1. “Porque para mim tenho por certo que as aflições deste tempo presente não são para comparar com a glória que em nós há de ser revelada.”
      Romanos 8:18

      Isso aí…

  7. Muito bom seu texto, Andrew!
    Que Deus continue lhe abençoando e capacitando; e que você continue compartilhando conosco. =)

    Abraços!!

    1. Farei meu melhor pra compartilhar. Enquanto a cabeça funcionar para tanto, escreverei. Fico feliz que minhas tempestades mentais servem algum propósito além de me tirar o sono.

      Abraço

  8. É Andrew, até para alguns cristãos é difícil entender o sofrimento e acabam se permitindo ouvir essas musicas e sermões ? Sim, Deus e o sofrimento co-existem! Já dizia Willian Lane Craig no capítulo 7 do seu livro Em Guarda”

    Paz.

  9. Sarah Freitas · · Resposta

    Muito bom!
    Esse é um dos principais motivos da minha dificuldade de visitar outras igrejas que não seja a ICNV.Sei que não são todas, mas a maioria das igrejas estão indo por esse caminho, infelizmente. Quando estava no ensino médio uma das minhas amigas recém convertidas começou a passar por dificuldades e ela não conseguia entender o pq disso. Esse texto me lembra de tudo que minhas outras amigas e eu falamos para ela. Algumas pessoas não aceitam as dores e dificuldades do dia a dia, talvez por isso se prendem a falsas promessas, ao invés de se prenderem a única e pura verdade da palavra de Deus.

  10. Gisele · · Resposta

    Maravilhosos seu texto, Andrew!
    Que Deus continue lhe direcionando, capacitando e abençoando; e que você continue compartilhando seus entendimentos conosco.

    Grande Abraço!!

  11. Glória a Deus pela sua vida!
    Glória a Deus por passarmos por todas essas aflições! Crer em Deus, vai muito mais além do que se possa imaginar! É difícil, é por isso que se chama fé!

  12. Achei interessante essa mensagem! Me identifiquei com os problemas de saúde: sou alégica (tomo vacina que eu mesma me aplico), tenho hípotiroidismo, com todas aquelas consequências, além de descobri que tenho um caroço no intestino, com dores diárias. Uma coisa importante; “A MINHA GRAÇA TE BASTA”, é a reposta hoje de Jesus para mim. Sou feliz com meus 73 anos.Outra coisa que me identifiquei com a mensagem: a minha falta de amor ao dinheiro, meu esposo sempre fala que sai ao meu pai, pensando ele que acho ruim essa comparação.Enfim o texto é de uma sabedoria ímpar. Andrew com sua inteligência, nos mostrou um verdadeiro tratado sobre os amantes do “vil metal”. Sinto pena dessas pessoas, porém o julgamento é do Senhor..

  13. Ana Paula · · Resposta

    Boa Tarde Andrew,

    Muito obrigado por compartilhar este texto conosco, em primeiro lugar. Por uma coincidência (será?), estava me sentindo desmotivada, frustrada e etc etc, essas últimas semanas; até eu achar seu texto que me ajudou a lembrar aonde está a nossa força e esperança.

    Soli Deo Gloria!
    Que Deus te abençoe!

  14. Vitor · · Resposta

    Perfeito o texto, “a grande e verdadeira virada já aconteceu”, de fato. Você me lembrou Paulo em 2 Corintios 12:9. O que mais me indigna, é o fato de que vários versículos derrubam essa teologia tão mesquinha. Um dos meus preferidos é Atos 8:20, e esses pregadores insistem em enfatizar que é o dinheiro a porta para as bençãos, pior cheguei a ouvir que é proporcional o tamanho da benção com o valor ofertado. Triste. Já senti raiva ao ouvir coisas do tipo, é o mesmo que dizer que meu pai é mentiroso e mesquinho. Hoje fico triste ao ver tantas pessoas com uma fé sincera praticando essa doutrina e
    defendendo esses pastores e bispos como se o seu ensinamento fosse o verdadeiro. Como você, também não faço coro mas também não consigo me calar, e onde puder tento plantar uma pequena semente do verdadeiro evanlho. Afinal, Jesus ensinava
    por parabolas para que todos o entendesse, sua palavra foi simples e muito dura, por isso hoje em dia as pessoas buscam áqueles que lhes digam o que querem ouvir.

    Paz.

    Um abraço!

  15. Frank Brito. · · Resposta

    O autor tem razão em atacar a teologia da prosperidade. Mas para atacar a teologia da prosperidade ou para enfatizar a supremacia da benção da salvação, não é uma resposta bíblica negligenciar ou tratar como insignificante a atuação de Deus na vida material/biológica. Se Deus cura alguém de uma doença, isso é sim uma “virada em sua vida”. Se Deus salva alguém da miséria, isso é sim uma virada na sua vida. O mesmo Deus que salva a alma do inferno, salva o corpo de diversas maldições adâmicas. Exaltar a primeira coisa e rebaixar a segunda, é fazer pouco caso de parte da obra de Cristo. A soberania de Deus é a mesma nos dois casos e a glória pelo que ele fez também.

    Quando Maria soube do nascimento do Senhor, ela exclamou:

    “E a sua misericórdia é de geração em geração Sobre os que o temem. Com o seu braço agiu valorosamente; Dissipou os soberbos no pensamento de seus corações. Depôs dos tronos os poderosos, E elevou os humildes. Encheu de bens os famintos, E despediu vazios os ricos”.(Lucas 1.50-53)

    Deus derrubando tiranos e exaltando os piedosos na miséria é obra de Deus, tanto quanto a salvação da alma do inferno é. Deus não está preocupado somente com o bem estar espiritual dos homens. Ele também está preocupado com o bem estar material e físico, apesar do primeiro ser mais importante do que o segundo, apesar do segundo estar subordinado ao primeiro, em seu plano eterno.

    É só ler Deuteronômio 28 para perceber essa dupla preocupação.

    1. Concordo. Porém, o texto é uma resposta a um extremo que diz que a vida com Deus necessariamente e obrigatoriamente tem como consequência saúde ou conforto material. Em si, não são pecados. Mas se tornam pecado quando colocam esses como ênfase de fé. No caso da “grande virada”, ela pode vir, mas nada na Bíblia me garante com 100% de certeza que ela virá materialmente ou fisicamente. Não temos que escolher um acima do outro. Mas se tivesse que escolher, é muito melhor sofrer pela causa de Cristo do que em conforto financeiro.

      Abraço

  16. João Isídio · · Resposta

    Que a Paz do Senhor Jesus Cristo esteja sobre sua vida !
    Congratulo-me em ler suas palavras e aos questionamentos de quem se manifesta neste espaço.
    Assim como várias pessoas, também me identifico com o que se apresenta, afinal é a Palavra viva que nos transpassam os olhos e atingem nossos corações e mentes.
    Assim sendo, o fato do irmão se expor em textos os seus sentimentos, nos provoca um contentamento e identificação; pois passa a ser algo como se nós mesmos os tivéssemos escrito.
    Louvo à Deus por sua vida e testemunho.

  17. Ufa!! ainda temos pessoas sóbrias pregando o verdadeiro evangelho!!
    Obrigada senhor!!!!!!!!!!!!

  18. gilmar adriani dinali · · Resposta

    A paz do Senhor meu irmão, infelizmente estou muito ferido por ter enfrentado essa teoria diabólica que está devastando as igrejas, eu sai da igreja que eu frequentava por que outro pastor assumiu e trouxe essas heresias para dentro da igreja, esse novo pentecostalismo sutil que tem arrasado com as ovelhas, mas a palavra do Senhor diz que é necessário que vem a apostasia para que os verdadeiros adoradores apareçam. Um grande abraço e concordo com tudo que vc disse meu irmão a paz do Senhor

O que você achou? Queria ouvir, se quiser compartilhar.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.779 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: