Meu encontro com Paul Washer

Em primeiro lugar, devo confessar um pecado: julguei o Pr. Paul Washer antes de conhecê-lo. Tenho um pé atrás com qualquer um que faça muito sucesso e em volta de quem há muito alarde, e basta você conversar alguns minutos com um fã do Paul Washer que presenciarão uma certa euforia ao o descrevem como um quarto membro da santíssima trindade. Tá, exagerei, mas ele realmente tem um grupo de admiradores que assusta um pouco. Já tinha visto algumas pregações dele e gostei, só não entendi o alvoroço todo.

Mas então, na semana passada, fui para a conferência da editora Fiel onde ele era o palestrante principal. Nos corredores ouvi várias histórias dele sobre a vez que ficou até duas da manhã depois de pregar conversando com todos que estavam presentes um tanto de outros casos impressionantes. Ao final da primeira palestra, o aglomerado ao seu redor dava uma certa pena do pregador que, após dormir apenas duas horas no vôo para o Brasil na noite anterior, estava preso ali no meio. Na noite de autógrafos dele, a fila era muito, muito grande.

Ouvi duas pregações na conferência das quais gostei muito. Por um lado, ele não tinha aquele conteúdo extensivo que o Steve Lawson, Joel Beeke ou Hernandes Dias Lopes expunham. O Pr. Paul atacava um mesmo ponto com poucos textos bíblicos auxiliares, mas a sua paixão pela Palavra era cativante. Conversando com alguns a respeito dele, houve o comentário de que lhe faltava um maior aprofundamento nas escrituras. Realmente, comparado com os outros, ele folheou pouco a Bíblia, não que isso tire da mensagem dele. É apenas uma constatação.

Passada a conferência, tive a oportunidade de estar na Universidade do Mackenzie na noite em que ele pregou. Mais uma vez, a multidão espantava. O que inicialmente seria uma pregação das 19 às 21 horas tornou-se duas pregações, uma às 19 e outra às 20. O auditório Ruy Barbosa só comportava mil pessoas. Quando o auditório estava lotado, ainda haviam mais mil e quinhentos do lado de fora. Assisti a primeira sessão, na qual Washer repetiu uma palavra pregada na conferência. Mas, dessa vez, contextualizou a pregação aos jovens universitários, devido ao ambiente no qual estava. Sua paixão pela Palavra é contagiante, sem dúvida. Mas confesso que não foi a sua pregação que me impactou…

No intervalo entre uma e outra palestra, tive a oportunidade de subir no palco do auditório e ficar nos bastidores. Lá estavam alguns professores e diretores do Mackenzie junto com os diretores da Editora Fiel, o tradutor, Pr. Heber Campos Jr., e o Pr. Paul. A experiência que passei nessa hora foi algo… humilhante. Após a pregação, o Pr. Paul tinha que pegar um carro do Mackenzie até o aeroporto de Guarulhos de onde partiria de volta para os EUA. Para tanto, ele teria que encurtar a sua mensagem e terminar pontualmente até as 21:15. Nos minutos que antecederam a segunda parte, os organizadores corriam de lá pra cá acertando seus discursos e encurtando o que diriam. No meio desse alvoroço todo, Washer estava com uma cara de medo, olhando para o chão, quieto. Em pé ao lado dele, não pude deixar de sentir um certo espanto com a cena. O tradutor chegou para ele e falou: “Você tem que terminar até às 21:15 para chegar ao aeroporto a tempo. Você precisa voltar para casa hoje. Por misericórdia à sua esposa, volte hoje. Não a conheço, mas você precisa voltar hoje, para cuidar dela.” Não entendi direito a cena. O Pr. Heber parecia estar convencendo um suicida a não pular do topo do prédio. O Pr. Paul tinha a mesma expressão, quase triste. Washer então disse: “Eu vou até 21:15, mas se tiver gente chorando, eu não volto para casa hoje.”

Fiquei olhando aquele homem durante os próximos instantes, meio estarrecido com o ocorrido. Parecia ser um homem tão simples, sem pompa nenhuma. Seu sapato era meio surrado, sua roupa era apenas o que a ocasião pedia, uma calça com camisa social. De repente ele levantou a cabeça e olhou para mim. Olhou no meu olho e estendeu a mão para mim e disse: “Oi. Qual é o sei nome?” Respondi e apertei a sua mão. E ele disse: “É um prazer te conhecer, Andrew.” Minutos depois, veio alguém e disse: “Está na hora de começar.” E os dois seguiram para o palco do auditório.

Fiquei espantando com aquilo. O “grande Paul Washer”, famoso pregador do Youtube com todas as suas palavras denunciando o falso evangelho, toda aquela reputação, toda a atenção em torno dele… e eu aqui de pé do lado de um homem tão simples, tão acessível e genuinamente simpático e caridoso. Nos poucos momentos que pude o observar tanto no corredor quanto na conferência da Fiel assinando livros e batendo foto após foto, observei um olhar tão carinhoso e ao mesmo tempo determinado.

Após suas palestras, me deu vontade de entrar nos livros, cair de joelhos e orar para ser o próximo Paul Washer! Queria ter aquele poder da palavra, uma paixão na minha voz, ser aquele grande impacto na minha geração!

Mas para quê? Como blogueiro, quero sempre trazer uma palavra que edifique a vida de alguém, mas também tenho um orgulho que corre no fundo querendo trazer uma grande palavra para produzir uma grande reação! Quero ser um grande instrumento nas mãos de Deus, alguém que abale mentes e corações e quero ser reconhecido como tal. Imagino que todo blogueiro lute com esse sentimento. Quero varrer a teologia da prosperidade do mapa, levar os neopentecostais ao quebrantamento, abalar as estruturas das “igrejas tradicionais frias”, fazer e acontecer! Quero tudo isso! E quero que pessoas me congratulem pelo trabalho feito e me reconheçam como um homem exemplar!!

Mas… para quê?

Daí volto para aquele homem com um olhar tão carinhoso que estendeu a mão para mim, que fez questão de perguntar a um estranho o seu nome. Só por isso. E saber que por trás disso não havia uma intenção de impressionar nem nada. Ele queria apenas estender aquele amor de Cristo a mim. E isso foi… humilhante.

Nessa noite virei fã não do pregador do Youtube, nem do profeta que veio para abalar o evangelicalismo superficial tão comum nos dias de hoje. Virei fã de um homem completamente apaixonado pelas escrituras, a ponto de deixar a sua esposa do outro lado do globo esperando mais um dia para vê-lo. Virei fã de um cara simples a beça que quer compartilhar a beleza de conhecer a Cristo com todos à sua volta. Fiquei fã desse homem que simplesmente estendeu a mão para saber meu nome. Virei fã do “grande profeta” que morre de medo de subir no púlpito pra pregar, mas quando chega lá o faz com uma paixão contagiante.

Esse post é um tanto diferente dos de sempre, mas tive que compartilhar essa minha experiência de conhecer um homem especial. Só espero que eu seja capaz de ser como ele pelas razões certas… simplesmente por amor a Cristo.

 

 

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Direitos Reservados
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. É mandatório quem for reproduzir um post creditar: 1) Nome do autor. 2) URL do blog (com link). 3) Nome do blog: “O Blog do Andrew”.

Anúncios

58 comentários sobre “Meu encontro com Paul Washer

  1. Ainda estou meio 1tonto1 com a pregação do “Pregador do Youtube”, fiquei quase duas horas esperando em pé, tive vintade de ir embora… mas decidi ficar, fiquei Para a 2° pregação sai do Mackenzie a passos lentos. Caminhando em direção ao Metrô, Deus falou comigo nesta noite. Obrigado a todos Ed. Fiel, Mackenzie, Pastor Augustus, Paul Washer a todos. Muito Obrigado!!

  2. Mesquinharia é mato pra vagabundo, diziam os suburbanos. Parabéns, Andrew. Sempre se pode aprender. Uma coisa que certamente aprendi nesses 34 anos de luta é que conhecimento teológico não se sobrepõe ao amor simples e genuíno de um cristão arrependido. Paul Washer transcende paixão, deixa falar mais alto que qualquer conhecimento teológico que por muitas vezes, é motivo de avareza e discórdia, noivar de auxiliar a iluminar. Desejo muita paz a você que está em Cristo, Andrew. Continue caminhando.

  3. Quando eu e o Vini fomos na sala onde ele estava, após a ultima pregação em Águas de Lindóia, ele tinha apenas poucos minutos para descansar, indo correndo pegar um avião para o Rio. Nestes 10 minutinhos que ele tinha, visivelmente cansado, concedeu um vídeo pra nós do Voltemos ao Evangelho, sem reclamar, como quem não faz mais que a obrigação. Quando apertei a mão dele, agradecendo por tudo e testemunhando que Deus o usou para me salvar da Ira, seu olhar simples condizia com suas expressões quebrantadas de “glória a Deus”, “louvado seja o Senhor”. O grande profeta que está transformando o Brasil através da internet é um homem calmo, mando e ciente da própria pequenez.

    Obrigado por compartilhar, Andrew. Deus te abençoe.

      1. Oi Andrew…..ótimo serviço que o seu blog tem prestado.
        Gostaria de saber pouco mais sobre vc. Vc congrega em que igreja? É musico (bateirista)?
        Moro no Campo Limpo, região de Sto Amaro – Zona Sul de SP. Congrego numa Igreja Batista. Trabalho com música (sou tecladista).

        Forte abraço

        Novamente, está de parabéns pelo espaço

  4. Existem pessoas que surgem em nossas vidas e são apenas pessoas.Mas existe uma espécie que passa pela sua vida e deixa marcas.Verdadeiramente esse servo de Deus consegue isso.Precisamos imitar o caráter de Cristo.Afinal fomos trazidos aqui para isto.

  5. Segundo estou sabendo, a esposa dele está com um problema de hérnia de disco….
    Pela primeira vez presenciei uma palestra do tipo, resolvi levar também um amigo, esse, quando viu a galera “VIP” em cima do palco, me perguntou quantos ali estariam realmente dispostos a abrir mão de tudo que têm em prol do evangelho. Certamente não poderia responder uma pergunta dessas (a pesar de ter respondido), mas quando aquele homem apareceu tive uma estranha sensação de vergonha que não sei bem como descrever… e então eu entendi, ESTE AÍ, sem dúvida!
    *Te vi de longe mas pude reconhece-lo, até falei pro meu amigo que você é um cara importante! Rsrsrs…. Brincadeiras a parte, gostei de ver que tem tanta gente interessada por pregações mais sólidas, sem falar dos preços dos livros.
    Andrew, que o Senhor continue te inspirando em seus textos. Graça e Paz em Cristo, sempre!

  6. Meu amigo Andrew!!!!!! Pelo que te conheço meu irmão, vc está no caminho certo! Te admiro pela sua simplicidade cara, pelo seu amor a obra e pelo desapego que demonstra de coisas que outros dariam um valor absurdo! Prossiga sem perder esse foco mano…

  7. Ontem, quase que não conseguia chegar, cheguei pra segunda palestra e fiquei muito feliz! Quando eu era a última da filha (que estava simplesmente GIGANTESCA) tinha um grupo de cinco jovens da própria universidade, eles olharam, para um outro jovem da faculdade e perguntaram: “Essa fila é pra quê?” E o jovem respondeu que era pra um culto, para ouvirem “um pregador aí…”. Os jovens olharam muito assustados pra fila e disseram: “Como assim um culto??? esse monte de gente? O que esse pregador tem de tão especial?” E para a minha surpresa, um dos jovens entrou na fila e disse: “não sei o que ele tem de especial, mas quero descobrir”. Os outros caras foram embora rindo da cara dele, mas ele continuou ali quietinho e tímido na ponta da fila. Até ontem, eu não saberia responder àquele jovem o que o Pr. Washer tem de tão especial assim, mas hoje, eu responderia que ele tem paixão pelas almas que caminham a passos largos para o inferno. Com certeza, Aquele jovem (se realmente deu ouvidos) não saiu de lá o mesmo. Assim como eu não saí. Tradução do que estou sentindo: Vergonha de morar no mesmo céu que o irmão Paul.
    Que o Senhor tenha misericórdia de nós.

  8. olha o Paul Washer é um irmão dedicado que tem muito conhecimento biblico , veja os estudos que ele dá nas igrejas do Peru.São estudos profundos, horas debruçado sobre a palavra junto a pastores e irmãos em um espanhol fluente.Tenho certeza que se ele usou pouco a Palavra é pq assim Deus o permitiu. O Espirito manso e humilde de Jesus na vida dos irmãos nos constrange e nos faz querer chegar mais perto de Cristo e parecer com Ele.

  9. É sempre sensacional como Deus coloca a gente no lugar certo, na hora certa, com as pessoas certas, e, usa coisas simples (algo como “Qual é o seu nome” … “É um prazer te conhecer”) pra nos ensinar.

    Esse sentimento pecaminoso de ser conhecido, fazer e acontecer, é mais comum (repare que eu não disse normal) de acontecer do que a gente acaba imaginando. Já vi meu pai falando sobre isso, e sobre como Deus trouxe situações a sua vida para fazê-lo lembrar que toda a honra e toda a glória pertencem ao Senhor, e, que, todas as coisas que fazemos só são feitas porque Ele nos capacita. Eu mesma já senti isso (não em relação a mim, mas em relação ao meu pai), e Deus, em sua grande misericórdia me fez por os pés no chão novamente.

    É maravilhoso saber que Deus te “chamou a atenção” nesse sentido. E que você atendeu o Seu chamado. Seus textos impactam exatamente as pessoas que deveriam impactar. Nem mais, nem menos. Eles são usados pra alcançar todos a quem Deus quer que eles alcancem. Eu mesma sou uma pessoa que tem, com frequência (e você sabe disso), sido abençoada pelos seus posts aqui. Eu agradeço a Deus pela sua vida, por “se deixar” ser usado pelo Senhor, e agradeço mais ainda a Ele, por sempre me alcançar na hora da necessidade.

    Uma das pregações do Pr. Paul aqui no Rio (talvez você tenha visto ou talvez tenha sido repetida de Lindoia) começou com um pedido de desculpas do Paul e com um sermão muito bem aplicado sobre o engrandecimento próprio ou alheio no que diz respeito a pregadores. Foi uma palavra tão bem aplicada, que praticamente não houve sessão de fotos com ele após o término da conferência. O que me chamou a atenção na palavra dele, foi quando ele disse algo mais ou menos assim – ” … você não precisa ser um ministro de Deus pra executar o seu chamado de pregar a todas as nações. O reino de Deus precisa muito mais de crentes que vivam como Cristo viveu, que SEJAM CRENTES, do que de pastores que preguem o evangelho e SEJAM CONHECIDOS. Seja crente onde você está, mas SEJA crente. Esse é o chamado de todo cristão. Aqueles que tiverem um chamado mais específico como o ministério, terão essa certeza e tudo se encaminhará de maneira que isso aconteça. Seja um crente verdadeiro onde você vive, é desta maneira que Deus quer que você seja conhecido…” Essa palavra dele teve um sentido específico para cada pessoa que ali estava, acredito que ela tem um significado importante pra você também, dentro do contexto que você mesmo expôs aqui.

    Pelo que conheço de você (e ainda não é muito) vejo a seriedade de alguém que quer ser um verdadeiro cristão e alguém que quer fazer a diferença nesse sentido. Isso é bom. O sentimento de ser conhecido e talvez comentado por muitos, vem, mas passa (Deus faz passar, como você pode aprender recentemente). Tenha cuidado somente para não perder essa vontade de fazer a diferença com os dons que Deus te deu. Você tem o dom de escrever e influenciar pessoas através do seu cristianismo + seu blog, que é a ferramenta que Deus tem te dado nesse momento. Seja crente, viva isso, escreva sobre isso no seu blog, influencie, sim, pessoas. Não há pecado nisso. Mas faça isso SOMENTE e SEMPRE para a glória do nosso Deus e para o progresso do evangelho na terra.

    Que o Senhor nosso Deus continue te abençoando e te dando a capacidade de fazer o que Ele mesmo planejou pra tua vida.

  10. Andrew, quando ouço o Pr Paul Washer pregar, é exatamente esse homem que vejo: paixão pelas Escrituras, ardor queimando no peito em proclamar o retorno aos princípios das doutrinas bíblicas, e uma simplicidade demonstrada em seu estilo de se vestir.

  11. Acho que temos os 2 casos. Muita gente que idolatra a homens que se destacam, mas há aqueles que tem sede de uma palavra sólida nestes dias de escassez. Já ouvi, já preguei este texto muitas vezes, mas algo que me chama atenção no Paul é sem dúvida sua convicção, seu sofrimento quando prega. Sou pastor de uma pequena congregação na zona sul, e ao sair ontem do makenzie as palavras queimavam dentro do meu coração. Ainda estou meio atordoado, não pq tenho dúvidas a respeito da salvação de Deus em minha vida, mas pq a minha vontade era e ainda é de pregar initerrupdamente até não aguentar mais. Meu coração ainda está em brasas, e me sinto preso pela minha medíocre vida. Preso a um trabalho secular, preso ao me dedicar apenas aos fins de semana a obra de Cristo, preso em não poder compartilhar da forma como gostaria tudo aquilo que Deus fez por mim. Ore por mim amados, para que eu possa ter uma direção a respeito de tudo isso!

  12. Nasci de Novo em uma igreja HIPER PENTECOSTAL, mas realemente vi quão pequeno sou depois que assisti o “pregador do you tube”. Ontem vendo ao vivo pode perceber o porque. Fui dormir as 01:00 da manhã pensando nas palavras que ouvi ontem.
    Um Amigo (Vinicius Alves) me ligou hoje me falando deste Blog.
    Andrew vc conseguiu expressar o sentimentos de muitos!!!!! Que DEUS o Abençoe.
    – Mentiroso?
    – Lunático?
    – OU SENHOR E SALVADOR!!!!!!!!!!!

  13. Quando escutei a pregação do PAUL WASHER pela primeira vez perguntei pra mim mesmo Cara eu não sou crente to me enganando tenho andado errado por todo esses dias me perdoe senhor Jesus e renovo minhas alianças com o senhor oh Eterno… Deus usa esse homem (PAUL WASHER) profundamente na palavra simples e reveladora….

  14. Eu já tinha visto a “pregação chocante”… Gostei, mas fiquei com um pé atrás com ele. Acho que na verdade não gostei de ter sido confrontado pela mensagem. Nem gravei o nome dele, tanto que só liguei o nome do preletor a pessoa quando um irmão que conheci na Conferência (aqui no Rio) me falou do vídeo, que eu já tinha visto. Eu pensei “ai, meu Deus, de novo com aquelas coisas todas”.

    Percebi a simplicidade assim que ele chegou. Não pareceu esperar tantas fotografias e tantos elogios. Não digo esperar no sentido de saber que ia acontecer, mas no sentido de saber que não é merecedor. Teve que vir o pessoal da organização para conseguir tirá-lo do meio do povo. Ele ficou ali parado tentando ouvir e atender a todos na porta do salão, mal conseguiu entrar. Mas o sorriso denunciava o amor de que você falou. Quando ele chegou no palco e começou a pregar, confirmou tudo isso que você falou sobre ele. Eu também fui humilhado pela simplicidade dele.

    Me identifiquei muito com esse texto. Legal você ter compartilhado isso.

  15. Eu fui a Conferência Fiel no Rio, e tive a mesma impressão !! O que vi foi um homem piedoso !! Mudar o texto de Ezequiel para Mateus me surpreendeu porque vi que existem homens fiéis a Palavra, mas que deixama o Espírito de Deus fkuir.

  16. O melhor de Paul Washer é que ele não traz os holofotes para si. Ele nos traz para Cristo novamente, em toda simplicidade do Salvador e Criador. Como disse Moisés “Quem dera fossem todos profetas”. Quem dera fossem todos Paul Washer.

  17. Muito bom como sempre!!!! Legal você compartilhar o que você pensava e o que você passou a pensar sobre ele muitos não iriam expor esses pensamentos, como sempre você foi verdadeiro!!! 🙂

  18. Olá Andrew, antes de tudo, que Deus conceda o desejo de teu coração.
    Certa ocasião lhe escrevi dizendo que vc é um ramo de uma raiz que fez história no evangelho, e que tem tudo para florescer. O engraçado de tudo é que foi justamente minha esposa, que sequer fez seminário, participou de palestras ou qualquer evento teológico, que sempre afirmou: “Seguir a Cristo verdadeiramente é uma questão de escolha. E esta escolha deve começar pelo coração”! Veja, vc conheceu um homem simples, que não passeou muito pela bíblia…porém este homem tinha o toque de Deus. E é tremendo quando Deus toca um homem que reconhece ser apenas um homem. Se Deus for tudo na sua vida Andrew, se Ele for tudo o que vc realmente deseja…então Ele fará de vc um meio Dele ser glorifica, conhecido e adorado….Dependa exclusivamente Dele!!!Não dependa do seu conhecimento, não dependa de sua vida financeira, não dependa dos amigos, conhecidos e dos facilitadores e principalmente: não dependa de vc mesmo. Deixe seu coração queimar no altar do Senhor. Seja vc um sacrifício vivo a Ele.
    Em Cristo, Omar Gigante.

  19. Oi Andrew, ao procurar sobre as pregações do Paul Washer no Brasil, encontrei o seu blog. Muito obrigada por ter compartilhado a sua experiência, em que pudemos conhecer um pouco mais do “pregador do Youtube”. Estive na Conferência Fiel, no RJ, e graças ao Senhor as palavras foram muito edificantes.
    E após ouvir a pregação do Paul Washer, encontrei aqui no seu blog a expressão exata do que se passava dentro de mim: “Só espero que eu seja capaz de ser como ele pelas razões certas… simplesmente por amor a Cristo.”

    Deus abençoe!!!

  20. Nossa alma tem sede de Deus, é por isso que quando nos deparamos com suas verdadeiras testemunhas há uma sensação de paz e alegria inexplicável. Mas ao invés de nos contentarmos e nos admirarmos de estar com estes homens, devemos combater contra nossa própria carne até o sangue, para sermos como eles, ou melhor como Cristo! imaginem como será quando estivermos junto de Cristo, se com suas pequenas testemunhas já é tão maravilhoso… (Mais perto quero estar meu Deus de Ti, inda que seja a dor que me una a Ti…. H.C)

  21. Quando vejo, ouço ou leio Paul Washer percebo neste homem uma paixão pela glória de Cristo e pela pregação pura do Evangelho. Confesso que me desmonto quando Deus usa Sua Palavra através deste homem e sinto um desejo ardente de santidade e glória de Deus.
    Que o Senhor da glória continue usando a vida do Paul Washer!

  22. Como já foi dito…..dá vontade de ser um outro Paul Washer…..
    Claro…há de se manter as coisas nos seus devidos lugares….mas alguém apaixonado por Deus sem comprometimento com o pensamento corrente na sua geração é simplesmente quebrantador. Deus produza em nossos corações uma disposição de estar completamente em Sua mão.

  23. Andrew….faço minhas as suas palavras de 10/08/12!! Vejo da mesmíssima maneira!!!
    Quando eu ouvi a Pregação chocante (link enviado por um amigo impressionado), pensei que o tal do pregador iria cair morto lá….sei lá…..como se já soubesse que iria morrer…..
    Mas….quando comecei a perceber do que se tratava, sentei naquela cadeira e não levantei até o término. Eu ouvi o Evangelho (com letra maiúscula!!!)
    Desde então, eu tenho aprendido muitas coisas que pensei que já soubesse, ou que estavam conscientemente mal resolvidas na minha mente.
    Acho que ele deve ser alvo de nossas orações pois adivinha quem não está gostando de nada disso?
    Oremos pelo irmão Paul Washer! Certamente uma voz para a nossa geração !!!!

  24. Graça e Paz brother Andrew!
    Confesso que fiquei espantado e feliz com seus comentários!

    Tomei conhecimento do trabalho do Mr. Washer através de uma página do facebook e de um vídeo no qual seu pai (o grande Walter McAlister, com quem também aprendo muito) menciona o hermano Pablo Washer!

    Glórias à DEUS por conhecer a verdade através de homens humildes e educados como esses!

    Assisti à essas conferências do Washer pelo youtube, mas, se tiver alguma nesse ano ou em 2014, certamente irei!

    Um forte abraço!

  25. Gente….é incrível…..que ainda tenha gente que diz que o Paul Washer é do diabo….enganador…falso profeta!!!
    Distorceram o que ele disse, quando afirmou que o verdadeiro arrependimento se faz presente constantemente na vida do salvo. Aquele que diz que se arrependeu, continua a se arrepender dia a dia!! Óbvio!!!
    Disseram que ele ensina a salvação pelo senhorio. Caramba…gente!!! Como pode!! É só ver o tipo de evangelho (letra minúscula) e seus efeitos nas igrejas e corações das pessoas hoje em dia!!! Quem negaria que a qualidade baixou???? Quem???? É comum ver templos lotados mas desproporcionais ao voluntariado na obra de Deus. Templos lotados e muitas vezes de “descasados”, ajuntados…..”ficados”…e por ai vai!!! Temos realmente ouvido o Evangelho de Deus? O que os puritanos pregavam? Por que “sacudiam” seu mundo com a sua mensagem?
    O Paul Washer vive afirmando que não só a porta é estreita, mas o caminho também!!! Está errado??? Claro que não!!! “Enganoso é o coração e desesperadamente corrupto…quem o conhecerá??”
    Temo pelo Paul….pois certamente será tentado a se misturar à massa….com certeza será!!!
    Caras como ele são alvo direto do inimigo.
    Faltam caras que falam com real autoridade…..que afirmam como se o próprio Deus estivesse afirmando…….essa era uma das características de Jesus, lembram? Isso foi uma das coisas que impressionaram os fariseus.

    Abraço

  26. Que Deus abençoe a esse pequeno servo de Deus. Saiba que Deus tem quebrantado pessoas, e como eu, perdido sem Jesus na casa de Deus. Sou só um leigo não entendo muita coisa, mas até aqui ele tem me ajudado.

  27. A primeira vez q senti evangelho FURAR meu coração foi qdo ouvi este DIFERENCIADO pregador falar, nunca + esqueci, me converti naquele dia, não idolatro Paul washer, mas nesta geração não tem ninguém q pregue nem parecido com a veracidade e paixão q ele tem, é UNICO.

  28. Eu, estive na sua presença na Igreja BETEL DE MESQUITA Pude Observar duas coisa distintas nele estava a um Banco atrás onde ele estava com seus dois Filhos pude observar seu Carinho pelos Filhos onde a sua mão não parava de acariciar as costas de seus Filhos O, outro detalhe Observado é que Sua mão não parava de Girar a Sua Aliança Aliança em Seu dedo Simbolizando Que A, Sua Esposa também ali Estava Presente Achei O, detalhe Marcante !!!

  29. a paz a todos amados. paul washer. um servo do DEUS de israel, levantado por DEUS. ja vi seu testemunho. como ele mesmo disse que ele era um bebado.e DEUS O resgatou. ele tem uma menssagem que ele prega. nao idolatre pastores. ele nao tem culpa, se esses que se dizem ser cristaos fazem isso o idolatram. e outra coisa. cristao de verdade nao diz que e fa!. veja ele como um homem levantado por DEUS, na terra. para pregar contra o pecado.e o falso evangelho. nesse tempo do fim. entao amados. vigiem. a gloria, a honra, o poder, a magestade, so pertence ao DEUS DE ISRAEL. A PAZ DO SENHOR JESUS.

    1. Sinceramente, achei muito fraca a argumentação do autor. Se um site é prova de que alguém é um falso profeta, basta uma rápida pesquisa no google a respeito do autor para descobrir um que ataca ele também: http://davidjstewartexposed.blogspot.com Entre várias acusações, o autor do texto contra Washer também é acusado de molestar crianças. Isso quer dizer que ele provavelmente fez isso? De maneira alguma. Eu não o conheço nem o seu ministério. Tenho que ouvir o que ele diz e reter o que é bom. Mas vale ressaltar que um cara que fala que Paul Washer, assim como John McArthur, são falsos profetas por sua mensagem sutil… é muita ousadia fazer uma afirmação dessas, principalmente de vermos os frutos dos ministérios de ambos esses pregadores.

      Agora, quanto ao conteúdo da pregação do Washer, ele foi formado pelos puritanos. Toda a literatura puritana aponta para uma vida de esforço para viver segundo as escrituras, ou o que o autor chama de “salvação por obras”. Muito pelo contrário. O próprio Washer vai dizer que a salvação não é por obras. Agora, a salvação redunda em obras, sem dúvida. Ef 2.10 fala que somos novas criaturas para as boas obras. Não, as obras não levam à salvação. Mas a salvação redunda em obras, sim. Pedro vai dizer isso também na sua carta, que devemos desenvolver a nossa salvação. Paulo aos Filipenses, também. Enfim, para afirmar que Washer é falso profeta, tem que começar lá trás e falar que Jonathan Edwards e uma série de puritanos eram falsos profetas também.

  30. Realmente foram palavras muito bonitas que você escreveu Andrew, não teve como não se emocionar com o gesto carinhoso que você se refere ao Paul Washer, assim como você eu também sou fã do Paul, e me converti através de uma pregação dele; pregação Chocante, algo que mexeu muito comigo e que fez com que eu verdadeiramente entregasse minha vida a Jesus e o aceitasse como meu senhor e salvador.Quero um dia poder ter a mesma oportunidade que você teve de conhecer Paul Washer, é um sonho que quero realizar. Que Deus continue lhe abençoando e que a graça e a paz de Cristo Jesus esteja sempre com você. Abraços…

  31. um amigo me apresentou os vídeos do Washer e do Piper. São homens de Deus. Sujeitos simples, apaixonados pelo evangelho. Ás vezes tenho a impressão que o Piper experimenta epifanias, rs, basta ele fechar os olhos e parece que ele está de frente ao trono de Deus!

    Engraçado que já vi pregações do próprio Washer falando que é normal como qualquer outro.

    Achei genuíno também essa paixão do blogueiro em querer sem mais um Washer! Que Deus te abençoe e te ilumine. O Brasil precisa de homens assim!

    Particularmente, sou sim, fã de carterinha dos vídeos deles. Contudo, eu não saio em defesa deles. 1º que ficar bancando advogado ou hater na net é coisa de gente besta! 2º que seus frutos estão expostos aí pra quem quiser ver! Que cada um tire suas conclusões!

  32. Eu só posso falar do que vi e ouvi! Desde que “trombei” com o Paul Washer (um link de youtube enviado por alguém que já o havia ouvido) o acompanhei em estudos e pregações desde então. Confesso que fui surpreendido, mesmo após muitos anos de evangelho. Aprendi sobre “permanecer em Cristo”, aprendi sobre minha identidade (não existem duas naturezas no crente) e isso foi toda a diferença do mundo quando me confronto com a realidade do meu pecado diário. E se não bastasse isso, contemplamos a conversão da Charo Washer (esposa) mesmo depois de andar juntamente com o esposo no ministério, demonstrando o poder real do Evangelho, sem persuasão humana (quer maior persuasão que uma pregação do Paul Washer?). Tive meu casamento salvo por conta da mentoria de um irmão, assim como de uma pregação do Paul Washer sobre casamento e imagem de Cristo. E, salvo algumas pregações bem concorridas, muitas delas foram com pequenas audiências.
    Quer dizer…..o PW não é perfeito….é um pecador como eu….mas demonstra desejar ardentemente a Palavra de Deus e a presença de Deus. Isso já basta…..o resto é consequencia.
    Estamos vivendo um evangelho industrial, sintético, um humanismo disfarçado, regado a show gospel, distrações interessantes, luzes, popularidade e mensagens agradáveis e até mesmo engraçadas que nos fazem sentir bem. Será que somos a geração da qual o mundo não era digno? Não vejo assim. Vejo resistências a uma vida piedosa, algumas vezes até mesmo dentro das igrejas.
    Que Deus faça de mim e de vc um Paul Washer…..ou melhor……um Apóstolo Paulo….ou melhor….Jesus Cristo (“não mais eu…mas Cristo vive em mim”).
    Assim seja!!!!

  33. Washer parece ser realmente simples, mas, quanto aos seus fãs…percebe-se mais uma postura de idolatria como já aconteceu com famosos preletores do passado grandemente assediados como Caio Fábio por exemplo. Quando se está na mídia todo mundo venera. Conheço centenas de grandes pregadores que não tem nem um puco desse assédio ai, e muitos inclusive nem reconhecimento tem. Ora, vamos deixar de hipocrisia e de idolatrar pregadores. Cuidado para não fazerem uma imagem de escultura. O que ele e tantos outros da conferência Fiel, projeto Puritanos e ConsciÊncia Cristã estão fazendo, não está nada além de sua obrigação..ai deles e de qualquer um de nós se não pregarmos o evangelho. Quanto as mensagens em si, vi todas elas e achei muita fracas por sinal. Todavia, não ousaria denegrir a pessoa de Washer que de fato embora não seja um grande pregador é sim um exemplar servo de Cristo.

    1. Entendo sua preocupação Lucas….mas somente um adendo:
      Tenha certeza que o Paul Washer não está fazendo o mínimo esforço pra estar na mídia. Outros o colocam (pra bem e pra mal). Você já ouviu o testemunho da esposa dele, a Charo? Inspirador. Acho importante destacar que a última coisa que caras como o Paul Washer desejam é estar em destaque. Esse cara prega pra multidões como prega pra gato pingado. Só buscar outros videos dele no Youtube pra ver como tem algumas audiências que são bem parcas….simples. Também busque o histórico dele.
      Oremos pelo Paul para que seja guardado dos ataques de Satanás que, com certeza, não tem nenhum prazer no que está vendo. A mensagem dele está longe de ser pop ou “engraçadinha”.
      Obvio que tem outros servos que não tem essa “fama” mas não foi uma fama trabalhada…intencional…..foi consequencia da mensagem abertamente bíblica que ele entregou. Ele, ele mesmo adverte sobre uma possível idolatria sobre sua própria pessoa.
      Uma pergunta: O que é mensagem “fraca”?
      Eu particularmente tive meu casamento salvo por conta do ensino desse servo. Idolatrar? Jamais!! Reverenciar? Sim…claro…a quem honra, honra!!!! Quando homens como esse conseguem apontar Cristo para a alma sedenta é prova suficiente que cumpriu seu papel. Caras que tem o peito pra dizer que o “evangelho da América” tem levado muitos ao engano, enchendo igrejas de gente que nem salva é tem todo o meu respeito e admiração, sim. Agora…daí até a idolatria…….
      A mim me parece que vc interpretou com certa veemência como “idolatria” o que poderia ser uma admiração, respeito e honra por alguém que tem coragem de entregar a mensagem de Deus tal qual é. Tomemos cuidado nisso (serve pra mim também). Afinal não sabemos o coração das pessoas, não é mesmo?

      Abração

  34. Ouvi Paul Washer pregar pela primeira vez em 2014.
    Desde então, uma aversão e ódio pela heresia vem crescendo e o zelo e temor pela Palavra de Deus também.
    Acompanho tanto quanto posso as pregações porque, infelizmente, não conheço uma só igreja por aqui eu ao menos evangelize corretamente. Há tanto engano e falta de conhecimento!
    Por causa deste zelo, venho buscando saber mais sobre o testemunho de vida dele.
    como o prórpio Paul diz: “você saberá se um homem é realmente um homem de Deus pela forma como ele ama a sua esposa e educa os seus filhos”.

    Mesmo com o ensino aprofundado da Palavra e essa paixão pelo Evangelho que ele transmite eu ainda me senti quase obrigado a procurar saber mais sobre a vida de Paul, e foi quando encontrei um testemunho da Sharo, esposa dele.
    Pelas poucas palavras dela eu pude ver autenticidade na conduta dele.
    Creio que ele realmente não é um ipócrita que não vive o que prega.
    Creio de verdade que o Senhor o usa tanto em sua casa quanto nos lugares onde prega.

    Admiro muito a relutância dele entre voltar para casa e pregar por mais tempo.
    E sei que não é primeira vez que ele se vê nessa situação.

    Fico feliz por encontrar mais essa informação aqui.
    Enquanto não encontrar alguém capacitado para me ajudar no meu discipulado pessoal, posso contar com o ensinamento bíblico de Paul Washer que é isento de heresias.

  35. Gostei muito de ouvir sua experiência com o Pastor Paul Washer. Sabendo que esteve onde ele pregou, imagino que saiba onde encontrar sua agenda. Por favor, diz que sabe! Deus abençoe. 🙂

  36. A Paz de Cristo

    Eu sou Angolano e graças a Misericordia do Senhor eu tive a oportunidade de ouvir as pregações de Paul Washer. Graças ao Senhor, pela pregação de Paul Wosher, e os Puritanos assim como o Pr Paulo Junior eu conheçi a Deus, e o meu desejo desde então é conheçe-lo e faze-lo conheçido…

    Obrigado por compartilhares essa experiência conosco Andrew w que o Senhor te abençoe…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s