Feliz Natal, seu pecador

Ela dará à luz um filho, e você deverá dar-lhe o nome de Jesus, porque ele salvará o seu povo dos seus pecados”. Tudo isso aconteceu para que se cumprisse o que o Senhor dissera pelo profeta: “A virgem ficará grávida e dará à luz um filho, e lhe chamarão Emanuel” que significa “Deus conosco”. Mateus 1.21-23

Primeiramente, peço desculpas porque este post teria sido muito mais útil se eu o tivesse escrito há pelo menos uma semana. Porém, como diz o conhecido ditado, antes tarde do que… mais tarde ainda.

Hoje é Natal! Que data sublime e divina, porem, ao mesmo tempo, que celebração mais mal entendida e esquartejada! Os shoppings fazem a festa, as companhias de cartão de crédito também, a Perdigão está sorrindo feliz com o tanto de chester vendido e a Bauducco pira com os panettones! A noção de que o mundo faz do Natal uma aberração já está mais do que inculcada no consciente coletivo cristão. Todos sabemos que o importante é focar no bebê, certo?

Hum… sim, mas não pode ficar só nisso. Temos que nos esforçar para lembrar o real e completo significado desta data simbólica. Alguns detalhes antes de entrar no assunto:

  1. Jesus provavelmente não nasceu no dia 25 de dezembro. Seria inverno e nenhum pastor costumava passear num deserto frio.
  2. Os cristãos se apropriaram de uma data essencialmente pagã para comemorar o Natal com o objetivo de mostrar que Deus é maior do que o Sol (já que a festa original do dia 25 era um culto ao Sol).
  3. Jesus não instituiu uma festa ou tradição especifica ao Natal. Porém, abandonar por completo a ideia de qualquer festa de Natal é perder uma ótima oportunidade para lembrar do seu Salvador e de evangelizar também.
  4. Não, o diabo não inventou a árvore de Natal. Isso é coisa do homem mesmo. E se a sua maior preocupação como cristão é sair derrubando a árvore dos outros, sinto muito, mas você tem deveres maiores nesta época do ano.
  5. Se você comprou ou ganhou presentes esse ano, você não vai para o inferno. Fique tranqüilo. E não, não há problema em trocar presentes no Natal.
  6. As cores do Natal são vermelho e branco por conta de uma ação de marketing da Coca-Cola na primeira metade do século passado.
  7. Por último, Jesus não faz aniversário hoje. Um aniversário pressupõe um início, uma criação. Mas Jesus sempre existiu. (1 Jo 1.1-4) Estamos, nesta data, lembrando do seu ministério terreno.

Uma vez que já apontamos o que NÃO é Natal, vamos pensar a respeito do real significado desta data simbólica.

A história do Natal começa quando a serpente chegou para Eva e fez o que fez. Daí vem Adão e mete o pé na jaca… ou melhor, na maçã (ou qualquer que tenha sido o fruto daquela árvore, já que a Bíblia não identifica qual tenha sido o fruto). Adão pecou e toda a humanidade junto com ele. Desde então, vivemos perante o abismo do pecado que nos separa de Deus. Este abismo era intransponível, até que… quem vai? Dou-lhe uma, dou-lhe duas… É Natal!

imagesCristo veio ao mundo, se humilhando, abrindo mão da sua glória para nos salvar. Ele que criou tudo com uma Palavra agora dependia de Maria para se alimentar e trocar suas fraldas. Quer humilhação maior que essa? Imagina um presidente ou o monarca que seja que abre mão do seu trono para ter alguém dando comida na sua boca? Pois é, Ele fez justamente isso, mas ao enésimo grau.

Então, como é que isso se converte no “espírito natalino” da nossa época? Bem, a maior alegria que o mundo jamais conheceu é tão grande que nem o mundo pode negá-la. Logo, se você não consegue combatê-la, junte-se a ela! Melhor ainda, transforme-a em algo completamente diferente! E então vemos a caridade hipócrita de pessoas que durante o ano todo nunca pensaram no próximo doando brinquedos para orfanatos e coisas do tipo. A felicidade compartilhada se converte em presentes distribuídos e um tanto de outras coisas. E a Igreja não poderia ficar de fora disso! Porém, ela acaba enveredando pelo mesmo caminho. Nunca nos esquecemos do bebê fofinho que Jesus foi, mas nos conformamos em anunciar “só isso”. Criamos até o aniversário dele. E na cantata de final do ano tem aquela criança lindinha que canta “Feliz aniversário, Jesus!” E as mães choram e batem fotos. E depois todo mundo se junta com os familiares para comer (muito) e trocar presentes. E usamos frases aparentemente cristãs para fazer tentar cristianizar um método secular de comemorar, tal qual “O aniversário é dele, mas o presente é nosso!”

A essa altura já está todo mundo achando que eu sou o Grinch, de tão chato que estou sendo. Tenha um pouco de paciência… só mais um pouquinho. Vamos explorar um pouco os riquíssimos hinos natalinos que contam a história. Primeiro, “Ó, vem, Emanuel!”, que começa com os versos seguintes:

Ó, vem, ó, vem, Emanuel! Redime o povo de Israel,

Que geme em triste exílio e dor e aguarda o grande Redentor!

Dai glória a Deus, ó, Israel! Virá em breve Emanuel!

Redime? Gemidos? Triste exílio e dor? Isso é Natal? É sim! Aliás, isso é o começo do Natal! Nós, o povo escolhido, gememos e ansiamos pela vinda do único que pode nos redimir completamente! E de repente nos deparamos com um menino, e perguntamos: “Quem é esse menino?”, que, convenientemente nos leva a outro hino fantástico e faz essa mesma pergunta:

Quem é o menino que está nos braços da mãe, tranqüilo, dormindo?

E os anjos, nos celestiais espaços, a quem enaltecem com hinos?

É Cristo Jesus, o Rei que anuncia a paz a quem Deus quer bem.

Da virgem, Maria, é filho, Jesus, que nasceu em Belém.

 

Assim desceu até nos, tão pobre, o Rei do Céu e da Terra.

Amou o humilde e também o nobre: que fique pasmado o universo!

É Cristo, Jesus, o Rei, que será cravado por nós na Cruz.

Nasceu como um ser humano. Hosana ao menino Jesus!

O anseio do povo foi respondido! O Salvador veio para ser cravado por nós na Cruz! Você entende o quão espetacular é isso? Deus se fez homem e habitou entre nós, pecadores merecedores da morte! Para quê? Para nos salvar! Por quê? Porque Ele nos ama! Devemos sim comemorar a vida deste neném que nos é dado, mas também precisamos contextualizar este personagem no cenário maior do maior épico que este mundo jamais conheceu! Deus, o Criador de todo o universo está nas mãos de uma mulher que, até então, ninguém fazia ideia de quem era. Ao invés de vir num trono glorioso com todo o esplendor e glória que lhe são devidos, o Ele deu de si e se fez uma mera criança que nasceu num curral ao lado de animais. Que fique pasmado o universo!

O Natal, o nascimento de Cristo é o primeiro ato de uma história que culminará na Cruz do Calvário. Ele veio ao mundo em forma de bebê para que nós pudéssemos ter vida abundante com Ele! Essa é a mensagem do Natal! Você pecou, mas Deus enviou seu Filho para que você pudesse ter o que jamais poderia alcançar por mérito próprio!

E como é que isso tudo se converte em todas as tradições de Natal? Na troca de presentes e comilança? Bem, a felicidade da salvação é algo tão grande que não podemos contê-la. Por mais que tentemos, ela transborda para além dos limites de cada indivíduo. Façamos uma festa em comemoração, sim! E quer festa de união e comunhão maior do que uma refeição com os queridos? Por que você acha que Jesus deixou uma refeição, a Santa Ceia, para lembrarmos dele? Nós devemos comemorar o Natal com a maior alegria possível!

Que neste Natal você possa comemorar junto com os redimidos pelo sangue de Cristo a gloriosa boa nova de que Deus é conosco, Emanuel, o Filho veio para nos redimir e nos salvar! Ele nos tirou das trevas e nos trouxe para a luz! Esta é a boa nova que nos traz maior alegria e Paz que vai além de toda a compreensão humana! Junte-se com a sua família e compartilhe dessa alegria e paz inenarráveis! Compartilhe presentes e cultive este sentimento, mas não deixe de lembrar da fonte de tudo isso:

No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ela estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens. A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram. (…) Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que ilumina todos os homens. João 1.1-9

E com esta mensagem em nossa mentes e corações, anunciemos, convoquemos a todos a anunciar junto com os exércitos de anjos cantando que o Salvador chegou!

Que você possa ter uma feliz Natal neste ano, experimentando da alegria e da paz que somente esse anúncio pode dar!

Ó, vinde fiéis, triunfantes alegres!

Sim vinde a Belém já movidos de amor.

Nasceu vosso Rei, Salvador prometido!

Ó, vinde adoremos, ó, vinde adoremos,

Sim, vinde adoremos a Cristo, Senhor!

 

Adoro corais e orquestras! Se este está maravilhoso, imagina como será quando o virmos face a face e unirmos as nossas vozes aos coros celestiais para viver com Ele e louvá-lo por toda a eternidade? Fantástico!!

Licença Creative Commons

This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Direitos Reservados
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. É mandatório quem for reproduzir um post creditar: 1) Nome do autor. 2) URL do blog (com link). 3) Nome do blog: “O Blog do Andrew”.

Anúncios

2 comentários sobre “Feliz Natal, seu pecador

  1. Fantástico!!!

    Andrew, esse post não está atrasado… Na verdade, agora teremos um ano para trabalhar em cima desse texto.. hahaha

    Concordo que não há como ficar indiferente ao milagre de Deus em nosso favor. Um outro exemplo é a Páscoa! São datas que mobilizam as pessoas, de certa forma proporcionam sentimentos e atitudes diferentes daquelas que seus hábitos assumidamente descompromissados permitem, mas assim como sempre, damos um jeito de adaptar as coisas e nos tornar o centro dessas comemorações, refletindo a escolha de sermos o centro de nossas vidas. Então, ao invés de gratidão ao Senhor, presentes para mim (nada contra a troca de presentes também). Ao invés de reflexão, diversão e barulho. Ao invés de simplicidade, tudo o que fará com que eu me sinta seguro, superior e confortável, o suficiente para estar bem. E com isso vivemos memoráveis celebrações com produções dignas de nota.
    Entretanto, toda essa nossa organização passa. Todas as variáveis manipuladas para garantia de um ambiente estável e feliz, termina. E o que permanece? Permanece o real motivo do Natal, pois ainda que tapemos os olhos e façamos conforme o nosso querer, Aquele que dividiu a história veio ao mundo para cumprir um Soberano propósito que afeta o sentido de cada existência, quer atemos para isso ou não. Permanece imutável o amor e a justiça de Deus.
    Deus amou tanto que executou todo esse plano de Salvação, que já foi muito bem descrito acima, para nos alcançar
    E a reflexão que me alcançou foi a de que ainda que eu não tenha a roupa dita apropriada para a ocasião, ainda que minha vida não me proporcione motivos para sentir-me animada e feliz, ainda que não tenha ao meu lado as pessoas que gostaria que estivessem comigo… A felicidade do Natal permanece a mesma, pois o Natal não depende dessas coisas para ser um bom Natal. Natal não é isso que acreditamos ser. Cristo declarou: Está consumado. O Natal é o plano de Deus para Salvação e este é indelével.
    É exatamente assim: “Mesmo não florescendo a figueira, não havendo uvas nas videiras; mesmo falhando a safra de azeitonas, não havendo produção de alimento nas lavouras, nem ovelhas no curral nem bois nos estábulos, ainda assim eu exultarei no Senhor e me alegrarei no Deus da minha salvação.” Habacuque 3:17-18

    Diante disso, aproveito para encorajar aos amigos a transformarem suas mentes e corações, libertando-se de mais uma prisão que nos impede de inteiramente reconhecer o Salvador Maravilhoso… Talvez ao ler, você perceba a quantidade de Natais que foram “trágicos e tristes” em sua vida, por não ter conseguido executar plenamente o padrão creditado para se alcançar uma noite feliz, seja pela falta de alguém querido, seja por falta de algum estímulo externo, realizações de sonhos de consumo ou motivação… Respeitosamente, reafirmo que Natal não é nada disso que foi implantado em nós! E se vivemos a vida inteira entregues ao conceito errado do que é o Natal, infelizmente, nunca entendemos ou vivemos a gratidão que tamanha Graça, relembrada nesta data, produz. Por conseguinte, nunca vivemos o Natal.
    Mas, como já foi dito: Antes tarde do que mais tarde.. rs

    Natal será Natal se honestamente reconhecermos que o Deus tudo, veio por nós que somos nada, para nos resgatar para si.
    Reconheça a Jesus Cristo, o Filho de Deus, com gratidão e humildade. Faça de sua vida uma resposta a este imenso amor… Assim, viverás a verdadeira alegria do Natal não só por uma noite, mas em todos os dias de sua vida.

    Amei o texto!
    Deus nos guie, Andrew!
    Feliz Natal! 🙂

  2. Amém! Amém! E amém!
    O que seríamos de nós se não fosse pelo Natal- o nascimento de um rei que deixou sua glória?! Um plano que foi elaborado desde o início da criação para nos redimir do nosso pecado. Isso sim, é uma linda história de amor.
    Cantamos aqui na nossa igreja um hino que gosto muito e creio que espelha exatamente o que você expressou nesse post: (creio que é da “Voz de Melodia”) “Pra Morrer, Nasceu Cristo” (“Quando Cristo Nasceu”)

    Quando Cristo nasceu antes do amanhecer
    As estrelas desvaneciam;
    Uma sombra caiu
    No lugar onde dormiu
    De um madeiro onde iria morrer!

    Pra morrer, nasceu Cristo,
    Meus pecados na cruz perdoar.
    Pra morrer nasceu Cristo,
    Foi ferido pra vida me dar.

    Jesus soube ao chegar como iria sofrer
    Já sentia a dor e o pranto.
    Mas a glória deixou
    Com seu sangue me comprou,
    A Jesus devo a vida eternal.

    O seu trono deixou e a glória do céu,
    Pra morrer num cruel madeiro.
    Por mim tudo entregou,
    Meu pecado ele levou,
    E agora liberto estou.

    Meu Senhor quero mais Tua cruz contemplar,
    E pensar no que Tu sofreste.
    A mim mesmo negar, tua vontade abraçar
    Minha vida entrego a Ti!

    Feliz Natal!
    Lydia Neuman

    Ps. Amei a ultima parte! Acho que o que mais anseio ver lá no céu é esse coro celestial e poder fazer parte adorarando eternamente a Cristo! Vai ser maravilhoso! 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s