Procura-se namorada

Estou carente, sozinho. Preciso de um abraço. Preciso de alguém que vá me entender, alguém para quem meia frase basta. Um olhar explicará tudo e o sorriso dela fará com que todos os meus problemas se anuviem e eu consiga enxergar apenas o quão doce é beijar aquela linda menina. Minha alma gêmea, a menina que terminará as minhas frases, que dará razão aos meus dias. E será perfeito.

Mais ou menos… ou melhor, bem menos.

Namoro é uma coisa complicada para o cristão. Em primeiro lugar a Bíblia não fala de namoro. Fala somente de casamento… mas não de namoro. Logo, o cristão que decide começar um namoro deve o fazer somente se houver a real possibilidade de casamento. Não, você não precisa saber se aquela é a pessoa com quem vai passar o resto da vida. Mas, se você tem certeza que não pode viver com aquela pessoa ou se quer vislumbra, mesmo que num futuro bem distante, o casamento… então namorar não faz o mínimo sentido.

Namoro é uma etapa na qual duas pessoas se comprometem a se conhecer com interesses explicitados. Namoro não é entretenimento emocional ou a prática de como se relacionar com o sexo oposto. Quando alguém faz algo com muita frequência, geralmente se torna experiente no assunto e, consequentemente, adquire bastante sabedoria em relação à tal prática. Paradoxalmente, quando se fala de namoro, os que mais namoram geralmente são os que não têm a menor ideia do que fazem.

O casamento (conclusão lógica de qualquer namoro de sucesso) é o resultado de duas pessoas de pé que se complementam. Namoro não é duas pessoas inclinadas, apoiadas uma noutra que se completam. Pois quando esse tipo de namoro acaba, ambos caem. Mas, logo começam a namorar uma outra pessoa para “preencher o vazio”. Achei o vídeo a seguir sensacional!

Namoro é isso! Duas partes se unindo para criar algo maior que o valor de cada parte individualmente. Mas para tanto, você tem que ter algo para somar. Se você entra num relacionamento para ser servido, para receber, acaba neutralizando a outra pessoa. E isso não é um relacionamento saudável.

O que é que o mundo nos ensina? Fundamental é mesmo o amor.
 É impossível ser feliz sozinho…” Mentira. Antes de aprender a ser feliz a dois, é necessário aprender a ser feliz sozinho. Ou melhor, a encontrar sua felicidade e sua identidade em Deus, em primeiro lugar. Uma vez que isso for estabelecido, o amor a dois então se torna a real união de duas felicidades distintas para então se formar uma felicidade maior do que cada parte individualmente.

Deus nos fez para a glória d’Ele, então nunca seremos verdadeiramente felizes até que encontremos a Sua felicidade absoluta. Podemos buscar quantos abraços e carícias forem necessários, mas nunca serão o suficiente. Nenhum abraço suprirá, nenhum relacionamento lhe dará a devida satisfação, pois aquilo que procura não pode ser suprido numa pessoa deste mundo.

Deus criou o casamento, assim como todas as outras coisas, para a Sua glória. Qualquer relacionamento que não for segundo a vontade d’Ele será apenas mais um a ser eventualmente esquecido.

E para você que está sozinho?

“Confia no SENHOR e faze o bem; habitarás na terra, e verdadeiramente serás alimentado. Deleita-te também no SENHOR, e te concederá os desejos do teu coração. Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele o fará.” Salmos 37.3-5

 

 

Licença Creative Commons
This work is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Vedada a criação de obras derivadas 3.0 Unported License.

Direitos Reservados
O conteúdo deste site é de divulgação livre para fins não comerciais. É mandatório quem for reproduzir um post creditar: 1) Nome do autor. 2) URL do blog (com link). 3) Nome do blog: “O Blog do Andrew”.

Anúncios

30 comentários sobre “Procura-se namorada

  1. Muito esclarescedor, Andrew!
    Mas é tão duro esperar pelo homem certo, sem ter a certeza que ele vem!
    Creio que Deus me sustentará, mas que vai ser difícil isso vai!!!!
    Namoro é isso msm, tem que ter propósito de casamento msm!

    1. É brabo mesmo Lelê. É difícil… mas a alternativa, fazer aquilo que é fácil, é mais brabo ainda.

      Persevere… por mais difícil que seja. Nos final das contas, é o melhor. É a vontade de Deus!

      Que Deus lhe dê forças! (E a mim também… hehehe)

      1. Que nós 2 sigamos firmes, pois Deus está vendo e sabe das nossas fraquezas!
        Nofim das contas valerá muito a pena! 😉

      2. Débora, esperar nem sempre é fácil, sabemos que no mundo teremos aflições, mas quando temos bom ânimo, ( que eu crêio que é gerado pela fé, pela esperança) tudo se torna mais leve e simples!!!
        Crêio que nesse tempo tempo de espera o Senhor está nos lapidando, nos envolvendo… esperamos tanto e queremos tanto que às vezes quando a benção vem o colocamos inconscientemente em primeiro lugar, assim como Abraão quando recebeu após anos o seu Isaque.
        Deus quer nos levar a um lugar de total dependência d’Ele! Que Ele nos baste! Que Ele seja suficiente! Todo o mais Ele nos dará no tempo em que estivermos prontos!
        Que Deus nos abençoe e nos ajude em todo esse processo!!!

  2. Otimo texto, muito pertinente!
    Vale lembrar que uma das coisas mais importantes na fase do “namoro” é que ambos devem descobrir se juntos serão mais relevantes na causa do reino de Deus do que são separados.

  3. Essa realidade infelizmente está muito longe de boa parte da juventude cristã atualmente; um texto que precisa ser “inculcado” em muitosss….rsrsr….aqi em casa sempre foi: “vai namorar pra casar!” um padrão que me parecia irreal…mas que graças a Deus, sempre senti como o ideal. Bom texto!

  4. Díficil esperar por aquilo que não se vê, mas no fim de tudo isso é a nossa fé!!!
    Estar solteira, e esperar em Deus não é uma das coisas mais facieis de se viver. É complicado viver no controle entre as nossas emoções e a vontade de Deus.
    Andrew, na certeza de que a vontade de Deus é perfeita, vivo com o seguinte pensamento:
    “quero que meu coração esteja constantemente nas mãos do Senhor, de tal forma, que somente diante do Senhor alguem o encontre para amar.”
    Tenhu, 25 anos e a fé de que Deus não demora para responder minha orações, Ele tem o tempo certo para aquilo que é perfeito!!!
    Amei o texto!!!

  5. Fala aí meu Irmão! Ótimo texto. Esse vídeo e massa. Alias recomendo esse trabalho que nossos irmãos da IURD vem realizando: the love school. Abs Andrew

  6. Muito bom o texto. Só para reforçar a questão de Ser feliz em Deus, antes de buscar alguém que te faça feliz. Penso no fato de buscarmos ter tbm uma vida completa diante de Deus, somente dois seres que buscam se completar em Deus podem somar em uma vida a dois. Não posso buscar ser completa apenas com o meu cônjuge, Deus tem mais pra mim. Que Deus nos abençoe e possamos todos encontrar uma pessoa que deseje seguir ao Senhor e ser Fiel a Ele.

  7. “… o cristão que decide começar um namoro deve o fazer somente se houver a real possibilidade de casamento.”
    Gostei muito do texto. É exatamente o que o meu Pastor prega aqui na igreja e também no que acredito.
    Porém, a realidade é outra e muito dura. Vejo pessoas desesperadas para arranjarem namorado (a), só para darem uma satisfação, mostrar que estão acompanhados (as), pessoas sem nenhum tipo de compromisso, trocando de namorado (a) como se trocassem de roupa. Também vejo muita dessas pessoas, hoje, se divorciando, se lamentando por terem entrado num casamento sem futuro!
    Por outro lado… pobre dos que “esperam pacientemente no Senhor”, esses sim, sofrem muito preconceito por estarem sozinhos(as). Interessante como as pessoas se incomodam com seu estado civil (solteiro/a), ficam te oferecendo a um e outro como se vc fosse mercadoria barata! (Aí que ódio!); porém se vc fizer a vontade desse povo e começar a namorar um e outro, essas mesmas pessoas, com certeza, são as mesmas que irão te chamar de leviana (o). Essas pessoas lhe tratam como se vc fosse infeliz por não ter um companheiro (a). Oh My God!
    Tem que ter muito coração!! Se não, vc magoa muita gente com algumas respostas diretas…
    Que Deus nos ajude! A vida segue…

  8. Andrew, já que eu nunca consigo te achar pra enviar minha transcrição e esse outro texto tem tudo haver com o assunto, achei apropriado. hehe… (Se tu quiser apagar, fique a vontade). Ambos foram muito edificante para mim e sem dúvidas para todos os que leram. Parabéns! 😀

    “Converse sobre tudo com a sua namorada. Entenda que se vocês casarem, você vai passar o resto da sua vida com aquela pessoa. O Zágari uma vez me disse que depois do casamento ou dar certo ou dar certo, não tem escolha; então veja bem se vocês realmente combinam. Converse sobre casa, comida, tarefas, viagens, filhos, compras, sexo, sonhos, projetos. Sejamos francos… Converse até sobre aqueles assuntos mais constrangedores. Procure saber como ela se comporta na sua ausência, no convívio com a família dela. Veja como é a relação dela com o pai dela. Porque na maioria das vezes ela vai te tratar da mesma forma. Pergunta pra sua mãe: E aí mãe, o que você acha dela? Faça com que ela e a sua mãe conversem muito. Solte as duas no shopping e saia… É muito importante a opinião da sua mãe sobre ela. Sabe por quê? A sua mãe é a primeira mulher da sua vida, a esposa é a segunda. Depois do casamento isso inverte, mas até lá ouça e leve em consideração a opinião da sua mãe sobre isso. Ah, e ore… Ore muito. OREM juntos. Leiam a palavra juntos, mantendo um ritmo. Respeitem-se, porque se acabar o respeito não tem como dar certo. Observe quem ela é em Deus, se Deus é prioridade na vida dela. Sejam santos, porque se vocês fizerem coisas erradas, não vai dar certo. Por exemplo, se existe sexo antes do casamento, tá errado. Deus pode restaurar? Pode! Mas vai dar um trabalhão… Então, fiquem na linha, vale a pena. Você já viu a matemática do amor? Assim, a soma do casal sempre deve ser maior do que o valor do casal separado. Se você é 1, a sua namorada 1, quando vocês casarem, serão 2… aí tá certo. Tem que haver compatibilidade entre vocês. Vocês precisam caminhar na mesma direção e isso não diz respeito somente à profissão, mas ao seu jeito como um todo. Tenham amigos em comum, divirtam-se juntos e conversem, conversem e conversem. Bom, é isso. Isso é um ponto de partida, observando tudo isso já dá pra saber se pode dar certo ou não. Se depois de tudo isso o saldo for positivo, continue alerta porque olha… Você namora anos com a pessoa e quando casa descobre que é outra. E se você depois de pesar tudo isso chegar à conclusão de que vocês não estão indo na mesma direção, termine. Termine e depois se resolva com o seu próprio coração, porque essa desculpa de que ‘’eu gosto dela’’ não é suficiente pra acabar em casamento, ou pior, pra ficar perdendo tempo com uma pessoa que não será a sua companheira no futuro. Já me disseram que eu sou muito seletivo, mas cara, se essa é uma decisão que vai afetar o resto da minha vida, eu tenho mesmo que ser seletivo. Mas enfim, como você vai saber mesmo se é ela? Veja se você sente paz. Eu perguntei pro meu pai como ele sabia que era a mamãe e ele disse: Não sei explicar, mas eu sentia paz. Aí eu perguntei pro meu irmão como ele sabia que a minha cunhada era a mulher da vida dele, aí ele disse: Eu não conseguia mais imaginar minha vida sem ela. Quando eu estava com ela, eu sentia paz. Então, relaxe… Quando for ela, você vai sentir paz, vai ter a certeza que é ela. Até lá, faça as coisas segundo a vontade de Deus, seja fiel a Ele e ore.”
    (Andrew McAlister)

    “… Se essa é uma decisão que vai afetar o resto da minha vida, eu tenho mesmo que ser seletivo.” Apoiado! (Y)

  9. Encontrei seu blog por acaso e sinceramente foi um alento ver que há mais pessoas vivendo exatamente o que tenho vivido. Não sei viver de outra forma senão acreditando e esperando em Deus, mas confesso que não é fácil. Penso que esse tempo de espera é uma oportunidade de amadurecimento e autoconhecimento baseado em Deus. Caso contrário, qual o sentido de formar uma família cristã? É preciso amadurecer a vocação para ser esposa/marido, mãe/pai e entender que uma família tem uma missão para ser vivida na sociedade. Dessa forma, o namoro também deve ser essa oportunidade de descoberta a dois dessa única vocação (“e serão ambos uma carne.” Gn 2,24).

  10. Olá, Andrew! Amei a postagem e lembrei de como foi difícil esperar pelo meu esposo.
    Quando tinha 15 anos pedi a Deus q eu só tivesse um único namorado e que este seria o meu marido. Deus respondeu o desejo do meu coração, mas foi muito difícil esperar por ele. Conheci o homem que seria o meu marido aos 16 anos de idade, rapaz tímido de poucas palavras, q estava no RJ a passagem, e queria voltar com urgência para o seu Estado o ES. Naquele momento nada me fez lembrar aquilo q eu tinha pedido a Deus. Tornamos amigos, trabalhávamos praticamento nos mesmo setores da igreja. Até q com 17 anos orei novamente pedindo ao Senhor o homem da minha vida, Deus me lembrou o Fabrício, eu naquele momento relutei, pois sabia q ele não queria namorar, pois sonhava em voltar para casa, pedi a confirmação do Senhor. Passaram-se 5 meses e na festa de Bodas de Prata de meus pais e comemoração do meu aniversário a minha tia, que nunca tinha visto o Fabrício na vida e nem ouvido falar nada a seu respeito me perguntou, quem era aquele rapaz, respondi, é o Fabrício, meu amigo, ela sabiamente não falou mais nada, chegou no outro dia, ela me chamou e disse que aquele rapaz seria o meu marido. Fiquei muito feliz q surpriendentemente Deus me respondeu usando a minha querida Tia, que foi uma das minhas madrinhas de casamento. Aí q começou o “problema da espera”. Eu não sabia q esperar seria tão ruim, esperei por ele por 5 ansiosos e doloridos anos. Mas neste período Deus nos ensinou muita coisa boa, nos preparou para o casamento, acabou com a ideia do Fá de voltar para o ES e amadurecemos. Em 2003 começamos a namorar, 2005 noivamos e em 01/12/2007 nos casamos na ICNV/Marechal Hermes. Hj somos muito felizes e conforme o vídeo, somamos. Este é o meu testemunho, espero que tenha edificado a sua vida!!! Estaremos orando por vc!!! Certamente, o nosso Pai já reservou aquela q com amor alegrará os seus dias. Um grande abraço V

  11. A paz.
    Já sou casado faz 16 anos e não sou tão velho assim, antes que vcs pensem algo :). Por isso tenho 2 notícias:
    Uma é que Deus é fiel e vai honrar a fé daqueles que esperam nele (Sl 147:11)
    A outra é que namoro e casamento é como se formar na faculdade e perceber que a vida está só começando.
    .
    Para os que se interessam em ver um pouco daquilo que pode vir pela frente, e a importância de se começar direito, segue este vídeo. Ministério da saúde adverte: Pegue um lenço.

    .
    A paz.
    .
    Luiz Felipe

  12. Galerinha,
    Estou mto feliz com a repercussão deste post.Não só pq tem mtos comentários mas por saber que as pessoas tem concordado com a proposta de Deus.

    O Senhor é bem mais inteligente do que nós e por mais que isso seja bobo, faz todo sentido crermos no modo dEle agir e não no nosso.
    Uno a minha oração a vcs, pois tb espero o meu amado e sei que Ele vem do trono de Deus pro meu coração.
    Aos rapazes: a vocês cabe orar, esperar e valorizar quem Deus aquela que faz parte do Reino.
    Às meninas: nossa parte é orar, esperar e dar água pros camelinhos!rsrs.
    Paz sem fim, daquele que tem toda a paz.
    Karine 🙂

  13. Reblogged this on Lilian Pêgoe comentado:
    “Deus nos fez para a glória d’Ele, então nunca seremos verdadeiramente felizes até que encontremos a Sua felicidade absoluta. Podemos buscar quantos abraços e carícias forem necessários, mas nunca serão o suficiente. Nenhum abraço suprirá, nenhum relacionamento lhe dará a devida satisfação, pois aquilo que procura não pode ser suprido numa pessoa deste mundo.”

  14. Andrew, estou aqui até agora estupefata procurando palavras com que consiga expressar tudo o que pensei ao ler seu texto.
    Bom, primeiro peço licença para usar o Português no “velho Acordo Ortográfico”, pois acabei ficando deixando pra 2012 e o ano chegou e eu fiquei…
    Por um imenso acaso, li seu texto “Procura-se princesa?” e então fiquei bastante curiosa sobre o “Procura-se namorada”, já que tinha dado tanto ibope. Sabe como é que é, né… Curiosidade feminina… rsrs Sinceramente? Nem sei por que estou rindo. Tenho pelo menos duas razões na ponta dos “dedos” pra não achar graça no que eu disse: primeiro, não sou tão curiosa assim (será?); segundo, foi justamente tendo a mesma opinião que vc (trocando em miúdos: só se deve namorar, se se vislumbra a possibilidade de casamento) e deixando isso bem claro desde o princípio do relacionamento, que eu acabei me frustrando.
    Tá, tudo bem, o que motivou a frustração não foi o fato de eu fazer a revelação bombástica e, talvez, “afastadora de homens indignos”, de que, na vontade de Deus, namoro, meu “amigo”, é prenúncio de casamento. Se não puder ser, fique sozinha ou, melhor do que isso, troque de namorado! Pena que na minha cidade há 8 mulheres para cada homem; e se formos fazer a estatística dentro das igrejas,aiai, não quero nem “pesadelar” com o resultado…
    Perdoe-me, meu irmão, pelo tom de brincadeira, mas é o melhor que consigo arrancar de mim mesma, mas sinto necessidade de arrancar algo após ler seu texto e ver que, ao menos na tela do computador, há um irmão, em algum lugar, que leu meu pensamento, escreveu-o aqui e, ainda por cima, citou meus versículos preferidos da Bíblia no final do texto.
    Por fim, eu não poderia deixar de falar do vídeo. O seu comentário foi sobre as duas partes se unindo para formar algo de maior valor. Eu me fixei mais na parte em que o narrador menciona quais os “sinais” que devemos observar na pessoa com quem pretendemos nos relacionar. Acho que foi aí que eu falhei…

  15. É muito dificil esperar por longos anos, ver seus amigos casando e construindo família e você sempre no mesmo lugar, mas eu espero em Deus e que seja feita a vontade dEle. Se eu casar, glorificarei a Deus, se eu não casar, continuarei glorificando, mesmo que a sociedade, alguns amigos e alguns familiares continuem me pressionando ou sentindo pena de mim.

    Tenho 30 anos, sou cristã e quero viver para glorificar a Deus.

  16. Interessante, porque também tenho refletido sobre esse assunto durante toda essa semana. Tenho discernido que cada vez mais devo buscar a Deus e apresentar minhas carências somente a Cristo. Quanto às outras pessoas, seja família, amigos ou “a pessoa que tanto espero” devo ir ao encontro delas (ou dele) quando estiver transbordante do amor de Deus e somente isso. Ninguém merece o peso ou tem a capacidade de suprir nossas carências, que na verdade, são carências de Deus, do “infinito”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s